Rua Euclides Goncalves Ferreira, 2001 Casa, Boa Vista, Contenda/PR — CEP: 83725-000

(41) 99963-5572
Notícias

Impacto econômico: Pandemia, desemprego, inadimplência.

O mundo sofre com a SAR’s, imagine os países emergentes

“O mundo sofre com a SAR’s, imagine os países emergentes, exceto a CHINA, que compactua com outros agravos sociais que assolam a sociedade.” (Elenito Elias da Costa e o genial LEVY DA COSTA).

Introdução

O mundo globalizado foi severamente afetado por doenças infecto contagiosa, inserida na SAR’s, dentre ela encontramos a COVID-19, e suas variantes, que fatalmente afeta todas as Nações elevando seus agravos sociais, e o mais agravante que independe de sua classe social, pois todos nós estamos propensos a ser afetado.

Obstante a desvalorização do dólar, aceleração da divida externa americana, bolha imobiliária da China, inclusive seu crise energética, cenário de um conflito armada com USA, OTAN e aliados, Rússia, China, e nos parece o desenvolvimento do GREAT RESET, ou uma execução prática da Teoria da Conspiração.

No caso especial do Brasil, temos outros agravos sociais que se agregam a Pandemia e gera um efeito dominó diante do cenário cadavérico, mesmo sabendo que é um país continental, com riquezas naturais e minerais, terras férteis, aproximadamente 214 milhões de habitantes onde muitos vivenciam uma miséria e pobreza incontestável diante de tais consequências.

PANDEMIA

Estamos verdadeiramente passando por um período de pandemia que afeta diversos recursos indispensáveis a nossa sobrevivência, inclusive com crise, social, política, econômica e similar, esse quadro é realmente desolador.

O mais agravante é que essa pandemia agravou ainda mais situações declinantes de diversos países que tentavam se recuperar.

As ações que foram adotadas para reduzir o contágio dessa pandemia, tais como lockdown, stay home, wash your hands, use maskara, afetaram copiosamente a Economia e os mercados que estavam abalados com as crises anteriores.

Outros países foram ainda mais afetados, por escolhas democráticas que por razões e motivos alhures não alcançaram o êxito desejado, e frustraram a sociedade, pois acreditamos que a busca de acertar motivada por fatores emocionais demonstrou a grande fissura existente na ausência do CONHECIMENTO derivada de uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, agravando ainda um cenário que padecia com um cenário cadavérico.

Acreditamos que se esse contingente de eleitores tivesse lido e entendido os livros de Fiodor M. Dostoievsky, O IDIOTA, CRIME e CASTIGO, IRMÃOS KAMAZOV, OS DEMÔNIOS, Dante Alighiere INFERNO, Dan Brown O INFERNO, Nicolau Maquiavel O PRINCIPE, Renne Descartes O DISCURSO DO METODO, e Friedrick Nietzch ASSIM FALOU ZARASTRUSTA, haveria menor probabilidade de erro, mas quis o destino que nos encontrássemos com LUCIFER em seu LAR, para que pudéssemos ver o grande ERRO que proporcionamos.

Mas na DEMOCRACIA e na VIDA, todos devem pagar por seus erros, pois nesse restaurante ninguém sai sem pagar a conta, e o mais gritante é que, esse ERRO deve comprometer gravemente o futuro das novas gerações, pois como disse a SOPHIA (Inteligência Artificial) em sua entrevista, “de quer serve um ser humano que aprende com os erros, é prova incontestável que não sabe o grande ônus e custos da irreversibilidade do fator TEMPO”.

DESEMPREGO

Em consonância racional diante da PANDEMIA e suas variantes, que afeta incontestavelmente a ECONOMIA e por consequência as empresas que buscavam manter sua sustentabilidade e continuidade de sua atividade econômica, já maculada pela fragilidade de nossa Economia, foram ainda mais afetadas diante desse cenário e como última opção buscaram sobreviver reduzindo o seu custo de pessoal (folha de pagamento), onde muitos colaboradores tiveram seus contratos rescindidos, agravando ainda mais as famílias que buscavam uma luz no final do túnel para conter seus orçamentos domésticos.

Após leitura e entendimento dos livros de Milton Friedman, Karl Marx, Thomas Piketty, que nos ensinam sobre o atual sistema capitalismo de mercado, sua sistemática identificada por Marx, e suas mazelas e doenças comprovadas por Piketty, das moléculas desgastantes do atual sistema diante da comprovada evolução progressista de seus pares (socialismo de mercado), ameaçando o núcleo protetor do sistema SWIFT e a conferência de Bretton Woods

Outro fator que desejamos ensejar como fator inibitório do sistema de emprego (Job’s) é a qualidade e capacitação do profissional, principalmente do brasileiro, pois há anos o sistema dominante fragilizou a sua formação educacional, pois muitos não sabem LER, não conseguem ESCREVER, e outros não ENTENDEM o que conseguem ler, a prova incontestável dessa afirmativa se configura nos trabalhos de TCC e Monografias, na conclusão de sua formação.

Inobstante a sua má formação, o profissional brasileiro NÃO consegue falar outros idiomas, e se expressa com dificuldades em sua língua pátria, o que ratifica a fragilidade na sua formação profissional.

Contribuindo ainda com essa mácula encontramos a dificuldade no manuseio das inovações tecnológicas, tais como programação, linguagem de programação, OPEN AI, CODE SYSTEM, GPT- 3, Stream, inteligência artificial, algoritmo, lógica Fuzzy, Machine Learning, Deep Learning, Rede Neural, Data Mining, informações e dados in the Cloud, e demais.

Podemos agora, perceber a grande dificuldade do trabalhador brasileiro obter sua colocação ou mesmo recolocação nesse seletivo mercado de trabalho, e devemos ser sensíveis e entender que para essa transformação exigirá TEMPO que na realidade não dispomos, pois a cada SEIS meses as inovações acontecem de modalidade exponencial e nossa evolução, por mais que lutemos, acontece de modalidade aritmética, e diante do confronto dessas variáveis, é cristalino entender que é impossível alcançar a evolução e progresso da I A.

Em face dessa realidade, podemos entender que muitas profissões serão extintas, outras serão modificadas e outras NOVAS surgirão, mas devemos ser sinceros diante dos fatos. Isso só acontecerá se houver uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.

INADIMPLÊNCIA

Em consonância aos itens anteriores, podemos entender que a inadimplência é consequência da ausência de recursos derivada da situação de desemprego que se acomete na nossa força motriz, obviamente fazendo com que os boletos se acumulem na gaveta.

Por outro lado a inadimplência afeta ainda mais gravemente a busca da recuperação Econômica das empresas, deixando sequelas na Macro Economia.

É plural o entendimento que há uma simbiose que integra todos os itens entre sé, assim como é concebível entender que o atual Executivo e sua Equipe Econômica, ainda não encontrou o ponto de intercepção necessária para dar inicio a recuperação econômica, e pelo andar da carruagem podemos perceber que o tempo para essa concepção é bastante exíguo, já que estamos no apagar das luzes de 2022, por ser um ano eleitoreiro e provavelmente bastante curto.

Mais uma vez, nos deparamos com a ausência de leitura e entendimento do livro O CHOQUE DO FUTURO de Alvin Toffler, em que ele transcreve de modalidade eclética as consequências dessa limitação educacional, que nos afeta há 521 anos, e ainda não aprendemos, ou o sistema assim o conserva para não afetar sua posição de “equilíbrio”.

Talvez não imaginávamos que a Inteligência Artificial idealizada por Alan Turing, afetaria tão gravemente a sociedade que não tinha o habito de acompanhar citadas evoluções tecnológicas e que hoje, sofre com esse fatídico hiato temporal, mas que deve pagar um elevado preço por essa inobservância.

EMPRESAS

Podemos entender que o universo de empresas, micro, pequenas, médias e grandes, precisam se modernizarem o mais rápido possível e essa alteração progressista passa obrigatoriamente por grandes volumes de investimentos na aquisição de equipamentos de hight tech, e com a contratação de profissional devidamente antenado com tais atualizações.

E suma a Pandemia e as demais crises existentes e as que ainda hão de vir, formará um cemitério de gestores e empresas que por desdém ou ausência de “feeling hight tech”, formarão as suas lápides.

E como sociedade de profissionais devemos entender que o PLENO emprego é um cenário possível, mas que precisa de mudanças radicais para que possamos acompanhar essa evolução, trabalho 4.0.

O trabalho 4.0, é aquele que o profissional possa desenvolver dentro do seu lar, mas precisa de uma formação necessária para tal acontecimento, e podemos crer que estamos vivenciando, pois a seletividade já acontece de modalidade abrupta, que corrobora com um quadro de profissionais que deverão ser excluídos do sistema, ou se conformar com atividades oportunas.

Lamentamos que tenhamos que assim descrever, mas como profissionais e pesquisadores não podemos nos omitir diante da tal veracidade que estamos vivenciando, mas que muitos ainda não conseguem entender, e creiam de nada adianta pedir a divindades ou mesmo acreditar em mudança política, pois esses dois fatores tem outros propósitos, se assim nos permitis expressar.

CONCLUSÃO

Gostaria de pedir desculpas, e nos permitam informar que num futuro breve diante do cenário existente e sua letargia, a sociedade terá somente dois fatores sociológicos a estudar na pirâmide social, transcrita no livro de Eli Chinoy, intitulado de Introdução a Sociologia, que a atual sociedade será composta de dois grandes divisionamento: os INCLUÍDOS e os EXCLUÍDOS, e lamentamos, mas é essa uma verdade incontestável.

Desculpa mais uma vez, mas acreditamos que quão mais rápido absorvermos a verdade, talvez possamos salvar aqueles que tiveram a expertise e know how de entender o referido artigo, pois o nosso tempo é irreversível.

Quiçá o próximo executivo, possa entender o cenário que se estabeleceu no seio dessa sociedade, e que doravante possamos vivenciar um sol de brigadeiro, mais que para tal acontecimento devemos nos desnudar dessa posição neoextrativista e nos compararmos com uma Shenzhen.

AUTORES: Elenito Elias da Costa, um ser audacioso e o genial LEVY DA COSTA..

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Janeiro/2022
D S T Q Q S S
      01
02030405060708
09101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Cotação Dólar