Rua Euclides Goncalves Ferreira, 2001 Casa, Boa Vista, Contenda/PR — CEP: 83725-000

(41) 99963-5572
Notícias

5 aprendizados sobre equidade de gênero dentro das empresas

Em um cenário onde as mulheres representam apenas 13% dos cargos de liderança no Brasil, o evento Summit Future is Now trouxe importantes insights e discutiu o porque a equidade é fundamental

Desde que as mulheres conquistaram o direito de trabalho, a equidade de gênero tem sido um problema dentro das organizações, principalmente quando olhamos para os cargos de liderança. No Brasil, mesmo representando mais da metade da população brasileira, as mulheres estão em apenas 13% dos cargos de liderança das 500 maiores empresas do País, segundo o Relatório Empreendedorismo no Brasil.

Além disso, a equidade salarial também é uma questão. Apesar de terem, em sua maioria, um nível de escolaridade e capacitação maior do que os homens, atualmente as mulheres recebem cerca de 20% menos, como mostra o levantamento da consultoria IDados, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do IBGE. Esta diferença nos ganhos segue mesmo quando comparada a trabalhadores do mesmo perfil de escolaridade, idade e mesma categoria de ocupação.

Isso mostra que, apesar de algumas mudanças, o mercado continua desigual. De acordo com a Global Gender Gap Report de 2021, as mulheres ainda levarão 267 anos para conseguir a equiparação de salários com os homens, enquanto o Fórum Econômico Mundial sugere que a equidade de gênero levará 135,6 anos para ser conquistada.

Diante desse cenário e visando diminuir esses anos de desigualdade, o Summit Future is Now, evento idealizado pela empreendedora e presidente do Grupo LIDE FUTURO, Laís Macedo, que reuniu mais de 200 lideranças e C-levels de grandes empresas, trouxe muitos debates em torno do tema, proporcionando aprendizados potentes para as empresas. Aqui estão os 5 aprendizados que o evento trouxe sobre equidade de gênero dentro das empresas, confira:

Investimentos para mais mulheres em cargo de alta liderança

As empresas precisam investir na equidade de gênero o mais rápido possível. Hoje, as mulheres representam 52% de toda a população do mundo. Quando falamos em inclusão, isso não se refere a fazer parte da empresa, mas ocupar cargos de alta liderança, influenciando nas decisões do negócio.

As mulheres são as principais responsáveis pela decisão de compra

Economicamente falando, as mulheres decidem mais de 80% das compras de uma família – a marca que entra em casa, o carro da família, o bairro em que vão morar, a escola que vão estudar, etc. Portanto, é fundamental que as empresas tenham uma maioria de lideranças femininas. Ou seja, quem realmente influencia na decisão final de compra.

Equidade de gênero nas empresas é justiça social e estratégia de negócios que promove inovação

Para que as empresas sejam mais equilibradas, é importante que entendam que diversidade não é uma ação isolada e pontual, mas sim uma jornada, composta por uma série de ações internas com impacto dentro e fora da companhia. Quanto mais diversa for a sua organização, mais conflitos positivos ela vai ter e maiores são as chances de inovação. Pesquisas mostram que companhias inclusivas e diversas são 11 vezes mais inovadoras e têm funcionários seis vezes mais criativos do que a concorrência.

Promover equidade de gênero é sobre princípios, valores, respeito e representatividade

Mulheres em cargos de liderança é oferecer as mesmas oportunidades para as vozes potentes que existem no mercado. A mudança de mindset é urgente e é o que muda o jogo. O mercado precisa enxergar as pessoas pelas suas competências, valorizar a individualidade de cada um e entender o potencial que o feminino representa dentro e fora dos seus negócios.

É preciso união e engajamento

Só será possível às empresas alcançarem a equidade de gênero quando todos se unirem em prol do mesmo objetivo. Por isso, é fundamental que os homens também estejam engajados, até porque, eles são a maioria dos decisores. O mercado precisa saber acolher as particularidades das mulheres sem menosprezá-las. Acolher essas mães, mulheres e empreendedoras com um espaço separado para amamentação nas empresas, por exemplo, é uma forma de mostrar que ela é bem vinda naquele lugar em todos os seus momentos. São ações de acolhimento como essas que nós precisamos levar para as nossas empresas.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Dezembro/2022
D S T Q Q S S
    010203
04050607080910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Cotação Dólar